Grande Prêmio Sweepstake

Já não se fazem mais Grandes Prêmios Sweepstakes como antigamente. Aqueles das badaladas corridas de cavalo, do Jockey Club. Dos páreos, que os homens iam assistir de terno e gravata, e as mulheres, elegantérrimas, de chapéus, tomando champagne sem parar. Saíam nos jornais, nas revistas, nos amaurys. E todo mundo via e comentava. A maioria [...]

E você, já tocou em quem?

Início dos anos 90. A NBA, liga norte-americana de basquete, entra com tudo nos lares brasileiros, pela televisão. Meus filhos mais velhos, João e Gabriel, então pré-adolescentes, disputavam o Campeonato Paulista de Basquetebol, pelo Esporte Clube Pinheiros. Federados. Federado, pra quem não sabe, é quem compete em torneios oficiais de alguma federação, seja basquete, tênis, [...]

O enterro do Porco

— Cê tá de brincadeira. Para com isso! — Infarto fulminante, tio! — O Porco morreu? — Tava vendo horário político na tevê… — Quando foi isso? — Agorinha! Vem pra cá, tio. O Porco, nascido Bráulio de Britto, sempre foi gordinho. Desde criança. Gordinho, não. Gordão. Balofão. Daí o apelido que ganhou já na [...]

Minha amiga do ombro

— Muito bom o texto dessa tal de Vívina (repare no acento). É nova? Quem me disse isso foi o Diretor de Comunicação da Mercedes Benz do Brasil, em 1993, desconfiado sobre o currículo da nova escriba apresentada por mim. Imediatamente, mandei para a multinacional alemã alguns livros da redatora em questão, conforme solicitação do [...]

Voto obrigatório

— Pescaria? Só se tiver muié no meio. Acho um saco ficar sentado, segurando uma vara, olhando pro nada, esperando a vara tremer pra fisgar o peixe. E aquela mosquiteira te picando, zumbindo no ouvido? Tenho aflição pra tirar o peixe do anzol, acho que ele vai me morder. Pescaria é um horror. Sem muié [...]

À mesa

Éramos sete lá em casa: meu pai, minha mãe, duas irmãs, mais velhas, dois irmãos, um mais velho e outro mais novo, e eu. Era o quarto filho, o penúltimo. Almoço e jantar, todos à mesa. Meus pais sempre fizeram questão. E, todos à mesa, o pau quebrava. Ou melhor, era ali que discutíamos os [...]

Nas alturas

Os dois trabalham pendurados em cordas, presas no topo de edifícios, sentados em banquinhos minúsculos, com um balde de cada lado. Descem de acordo com o comando que dão com a mão, numa espécie de freio. Depois de meses de treinamentos, trepados em morros de pedras, estão aptos para o primeiro serviço profissional de suas [...]

A falecida

— Seu Dirceu! Seu Dirceu? Seu Dirceu mora em uma chácara, no interior, com Marluce, sua esposa, e Vó Cema, a sogra. Filhos, noras e netos vivem na capital. A propriedade fica em uma espécie de condomínio, com várias outras chácaras próximas. — Seu Dirceu? Sou eu, o Modesto, o caseiro do Seu Manel. Socorro! [...]

Barbárie!

— Senhor Elizeu Firmino do Nascimento, o que o senhor tem a declarar sobre a acusação que fizeram contra a sua pessoa? — O doutor pode me chamar só de Nascimento. — Tenho aqui uma reclamação de um morador do edifício no qual o senhor trabalha. Por perdas e danos. O senhor pode ficar a [...]

A mulher do Campineiro

— Isso aí não é nada, você ainda não viu a mulher do Campineiro! É a primeira vez que ele participa do torneio de basquete de veteranos, Categoria 60+ (apesar de ser 60-), em um hotel 5 Estrelas, no interior do Estado. Torneio tradicional. Calouro total. Nem levou a mulher. Não sabia que o forte [...]