Noite de autógrafos

Foi no canto da Vila Madalena, em São Paulo, naquele simpático e agradável bar que rolou a festa. Os autores de Damas de Ouro & Valetes Espada (MGuarnieri Editorial, 176 páginas), livro com crônicas de colaboradores do Primeiro Programa, marcaram presença na noite de autógrafos e deram as cartas. Para quem não teve oportunidade de [...]

Cartão de Natal

O cartão de Natal está no chão, passado por baixo da porta: Ao Morador. Escrito assim, como se fosse sobre uma linha invisível, bem no meio do envelope branco. Com certeza não foi nenhum porteiro quem escreveu, porque conheço a letra deles. Leio a mensagem. O cartão não está assinado. Quem fez isso? Quem enviou? [...]

Como esquecer?

De vez em quando a comunidade ‘Linenses Cinquentões’, do Orkut, promove o encontro do pessoal que saiu de Lins há muitos e muitos anos em busca de oportunidades. Em qualquer canto do país tem um linense. Foi até criado um consulado, cônsul e vice-cônsul com faixas no peito, para localizar os ‘elementos’ e promover esses [...]

Foi um rio que passou em minha vida

Curiosidade pura. Parei no Ibirapuera para ver a montagem da árvore de Natal gigante, atração turística da cidade de São Paulo nesses tempos de festas, quando a chuva veio com tudo. Não deu nem tempo para me proteger debaixo da própria árvore, de não sei quantos metros de altura, cheia de luzes por fora e [...]

Uma história de amor sem pé nem cabeça

Ele tomou um pé na bunda só porque repetiu à namorada que ela tinha pé chato e grande. Ela era complexada. Viviam em pé de guerra. Ela, pedante, ainda o chamou de pé de chinelo, por puro despeito. Ele nem ligou. Ela disse mais: pederasta! Ele nem aí. E, quer saber? Ela pegava muito no [...]

O importante é competir

“O importante não é vencer, mas competir. E com dignidade.” Esse era o lema do educador francês Pierre de Frédy (1863-1937), mais conhecido como Barão de Coubertin, o cara que ‘inventou’ os Jogos Olímpicos da era moderna. A máxima do barão já era. O importante é ganhar. E de qualquer jeito! O renomado economista, Luiz [...]

A bela da tarde

O sol brilha, nenhuma nuvem no céu. A piscina do condomínio está lotada. A maioria ocupada por jovens casais e seus filhotes. Também os solitários marcam presença, ainda que discreta, afastados das proles. Os pais/maridos conversam em círculo, dentro da piscina, na parte rasa, tomando cuidado para nenhuma criança derrubar as latinhas para dentro d’água. [...]

Naquele tempo…

Naquele tempo não existiam sites de relacionamentos, esses que você entra para descolar parceiro(a)(s). Computador pessoal nem em filmes de ficção. Naquele tempo eu era funcionário do Banco do Brasil. Meu cargo: Auxiliar de Escrita Referência 0-50; minha função: atender aos clientes da Carteira de Descontos. Ao vivo e, a maior parte, pelo telefone. Pela [...]

Artista brasileiro

Peguei o ônibus articulado – aquele tipo sanfonado, com dois ‘vagões’, que, por incrível que pareça, cabem poucas pessoas sentadas lá dentro – no ponto inicial, na estação do metrô de Santana. Destino: Itaim-Bibi. Sentei-me no último banco, na parte mais alta – internamente o coletivo tem vários níveis -, para ter uma visão geral [...]

Ala masculina

— Tipo de rosto! Repara o seu tipo de rosto. Não pode aparecer a nuca de jeito nenhum, nem as orelhas! Seu rosto é que nem o meu, olha só. Tem que ter as manhas da estética, tá compreendendo? — Tira mais dos lados. — Fica frio. Já participei de concursos no Brasil inteiro, inclusive [...]