Rocambolesco

O pai chega em casa com o menino e veem em cima da mesa da sala uma sacola de papel contendo uma lata de uns 20 centímetros de altura por outros 20 de diâmetro, com impressão colorida e relevos ao redor. Um espetáculo! — Panetone, pai! Posso abrir? — Não quer esperar sua mãe? — [...]

Anônimo que virou sinônimo

Diz a lenda que Ari viveu em Lins nos anos 1950. Tipo Professor Pardal da comunidade, inventou uma geringonça diferente para a época, bem simples: uma caixa em que você apertava um botão e uma antena de rádio de automóvel subia ou descia. Automaticamente. Sem ter que puxar (ou baixar) com a mão, como em [...]

Cartão de Natal

  Bem, pessoal, precisamos fazer o nosso cartãozinho de Natal desse ano e distribuir pros moradores, tradição! Vi um modelo que a minha senhora recebeu da madrinha dela de Uberaba que é um espetáculo, tem uma bíblia cor de laranja com uma pomba branca na capa que é coisa de cinema, precisa ver. Pelamordedeus, pomba [...]

Os malas

— Só mais uma coisa. Presta atenção! Cuidado, muito cuidado com as malas. Fiquem espertos! O jovem casal nunca havia viajado. Ouviram, atentos, aos conselhos do pai da noiva, que os presenteou com a viagem para a Europa. Lua de mel. Europa! Os noivos saem de Piracicaba e voam direto para Paris. Cuidado, muito cuidado [...]

Meu caçula mais novo

Meu caçula Leo completou 13 anos de idade recentemente. Fez a barba, isto é, o buço, pela primeira vez na vida, com lâmina de barbear. — Será que essa merda não vai me arrancar o beiço, pai? Entrou com tudo na adolescência. Parabéns, filho! Vamos em frente! Eis alguns momentos vividos com ele nesses últimos [...]

A irmã do Pigmeu

Esbarrar com amigos de infância depois de longa data rende histórias e boas risadas, sempre. A sensação é que nos vimos no dia anterior, tamanha afinidade. Ninguém para de falar. Nem de beber. Semana passada, reencontrei-me com alguns deles – Policarpo, Anta, Minduim, Lulinho, Greguinho, Tito – num bar e… — E o Pigmeu, lembra? — Grande [...]

Assim caminha a humanidade

Outro dia faleceu a mãe do Magro, amigo meu de infância. Minha turma toda foi lá dar uma força para ele e, principalmente, para o pai dele, grande figura, que nos adorava. O velho ficou tão feliz em nos rever, que prometeu um churrasco para depois que a tristeza passasse. O velório da mãe do [...]

E o bilau, Bilão?

O ano é 1965. O glorioso Clube Atlético Linense – o CAL, o Elefante da Noroeste –, na terceira divisão do campeonato paulista de futebol, vai inaugurar os refletores do seu novo estádio. Lins jamais vira um jogo profissional noturno. A diretoria sonha alto. Um acontecimento de tamanha importância para o município e região merece [...]

Dúvidas…

O Rio de Janeiro continua lindo. Passei o feriadão lá, no Leblon, bairro onde morei em priscas eras. Durante o dia, praia. À noite, bares. E foi na saída de um desses estabelecimentos, o Tio Sam, lugar em que o inesquecível João Ubaldo Ribeiro tomava seu chopinho regularmente e contava suas hilariantes histórias, que surgiram [...]

O dia que varreram a areia da praia

O que o menino mais gosta na vida é brincar na praia, ficar sentado debaixo do guarda-sol, enrolado na sua toalha azul, olhando o mar. O que será que tem lá dentro? — Lá dentro tem tesouros e tesouros perdidos, filho. Nunca ninguém conseguiu alcançar. — Tesouro, mã? — É, tesouro. Uma porção de moedas [...]