Cartão de Natal

 

Bem, pessoal, precisamos fazer o nosso cartãozinho de Natal desse ano e distribuir pros moradores, tradição! Vi um modelo que a minha senhora recebeu da madrinha dela de Uberaba que é um espetáculo, tem uma bíblia cor de laranja com uma pomba branca na capa que é coisa de cinema, precisa ver. Pelamordedeus, pomba de novo não!Ano passado foi o papai noel no trenó com aqueles veadinhos, com ‘e’ que se fala esses viadinho de Natal, né, kkkkk, voando no céu cheio de estrelinhas amarelas, tá ligado? Esse papai noel aí foi no ano retrasado e parece que você nunca mais esqueceu. Ano passado foi a pomba prateada brilhante, altinha e lisinha assim no cartão, quando a gente passa o dedo, aquele que o ex-síndico ladrão comprou nas Americana pelos olhos da cara. Recebi um com uma pomba branca do lado do livro da Bíblia, e não tem altinho nenhum. É relevo não-sei-das-quanta que se chama esse voluminho, se não me falha a memória, meu cunhado trabalha numa gráfica e manja tudo disso daí. Alguém que conhece o gerente das Lojas Americanas aqui da esquina pode fazer a gentileza de ir lá e pedir uns três modelo pra gente escolher o mais caprichado? E a mensagem? Que mensagem? Os dizeres, qual vai ser os dizeres? A mensagem já vem escrita no cartão, mané, não precisa escrever nada, é só entregar. Não, não, além dos dizeres do cartão, temos que fazer o nosso, me entende, é importante, mais personificante. Personalizado, animal! Mais pessoal, ignorante! Isso mesmo, mais pessoal, foi isso que eu disse, mais pessoal. E quem vai escrever os dizeres? O sicrano do 132. Sicrano coisa nenhuma, só sabe fazer garrancho e vai escrever besteira. Posso pedir pra minha esposa, ela tem uma letrinha caprichada, sempre teve, desde quando nos casamos, isso já fazem uma caralhada, letra de professora, sem nunca ter dado uma aula na vida. Eu concordo! Fulano, vai nas Americana e fala com o gerente seu amigo. Gerente, não, caixa, mora lá perto dos meus coroa, sangue bom, o irmão dele joga bola comigo até hoje, meia-esquerda, dez, seleção. Vai lá logo e traz os cartão. Mas quais vão ser os dizeres? Os dizeres são muito importantes, nossa mensagem pessoal tem que ser da hora, craneada. Pode deixar com a patroa, vou ajudar ela bolar esses dizeres, ela é muito boa pressas coisa, faz isso com o coração, o único problema é que ela escreve meio torto, começa lá em cima e termina cá embaixo, tá compreendendo, e é meia ruim de ponto e vírgula, mas eu vou dar um jeito dela escrever retinho e sem errar, deixa comigo.

 

O cartão de Natal foi passado por baixo da porta: Ao Morador – manuscrito, como se estivesse sobre uma linha invisível, bem no meio do envelope branco, certamente calçado por uma régua. O cartão, com dois sinos dourados amarrados por uma fita vermelha, no canto superior esquerdo, e um Papai Noel com um saco cheio de brinquedos nas costas, no lado oposto, não está assinado.

 

Ao morador

Um Feliz natal e um próximo Ano novo

com menas corrupção e mais políticos ladrão na cadeia São os Votos

Sinseros dos Amigos à Vossa senhoria

e Exma. Família. Nesta. Atensiosamente.

 

Também são os meus votos. Sinceros.

Assino embaixo.

Comments are closed.