Didática de mecânico

— Pois não?
— Boa tarde! É da mecânica?
— É daqui mesmo.
— Então, meu carro não tá pegando. Assim, do nada.
— As luzinha do painel tão acendeno?
— Sim.
— Faz barulho quando dá partida?
— Sim.
— Bateria num é… Vai ter que trazê pra mim vê. Guincho!
— Agora?
— Meio tarde, tô fechano. Amanhã cedinho.

— Pois não?
— Bom dia! Sou eu de novo, conversamos ontem à noite, tá lembrado?
— E aí?
— Pegou!!!
— O senhor trocou de combustível?
— Como você sabe?
— Só pode ser isso.
— Tava usando álcool direto e resolvi colocar gasolina.
— É isso! O sistema demora pra entendê a mudança de combustível e às vezes ele morre. Assim que você saiu do posto o carro pegou porque ainda tava com álcool na reserva. Depois, a gasolina entrô e o sistema não entendeu, injetou gasolina nas vela e o carro não funcionou. Durante a noite, as vela secaram, o sistema leu direito e o carro pegou. Isso é assim mesmo. Toca pra frente. É a vida, meu patrão!
— Não entendi direito essa história…
— É que nem dar leite pra bêbado.
— Quê?
— Na hora, ele quase morre, não entende nada, não sai do lugar. Aí, no dia seguinte… Já deu leite pra bêbado alguma vez?

Comments are closed.