Fila de supermercado

O senhorzinho magrinho não entrou na fila. Postou-se ao lado da moça do caixa com uma barra de chocolate Laka e começou a falar.
— Olha pra isso nasci em 1932 ninguém acredita oitenta e sete olha aqui o RG original com o meu retrato eu não era de se jogar fora tinha mais cabelo… blablabla..
Uma senhora à minha frente, de origem humilde, acima do peso, transpira. Vira-se para trás, onde estou.
— Coitada da mulher desse daí! Quantos anos ele não tá buzinando na cabeça dela, meu Santíssimo do Céu! Misericórdia!

Comments are closed.