Rolezinho

Fui ontem à Livraria da Vila do Shopping Cidade Jardim para o lançamento do livro de Feng Shui – Casos, Casas e Curas -, de Silvia Cesar, que editei.
Entro no estacionamento estreito até para carros pequenos (em tempos de SUV). Lotado. Um rapaz faz apitar e piscar as luzes do carro dele, pergunto se vai sair, ele diz que se conseguir entrar no carro, espremido entre dois outros, sim. Logo vejo uma vaga apertadinha mais à frente. Pura sorte. Maior mão de obra para manobrar meu pequeno Up! (marca de carro da VW pra quem não se liga). Memorizo: S1 (primeiro subsolo) e B. Reparo que todas as colunas do estacionamento estão marcadas com B. Não entendi. Tive que me concentrar no entorno de onde tinha parado para achar meu carro na saída.
Resolvo subir de elevador para a livraria que fica no P2 (segundo andar).
O elevador, que demora para chegar, sobe comigo, para no T (térreo), entra uma mulher que vai para o fundo, com vista panorâmica, e fica de costas para quem embarca. Antes de a porta se fechar, entram mais duas mulheres – uma mais velha, coroa enxuta, cabelos amarelados, unhas das mãos e dos pés pintadas de vermelho brilhante, perfumada a ponto de infestar o pequeno espaço, e outra, talvez filha, de minissaia e saltos plataforma. Caladas. Imediatamente atrás delas, para aproveitar o elevador ainda com a porta aberta, entram dois rapazes negros, conversando animadamente entre si, que agradecem a minha gentileza por segurar a porta com o braço.
A mulher que estava se entretendo com a vista para o interior do shopping, vai sair logo no P1, passando no meio de nós sem pedir licença nem agradecer o espaço que abrimos para ela ir fazer sei lá o quê.
Subimos mais um pouco. O elevador para no P2, meu destino. Os rapazes, próximos à porta, saem primeiro, felizes da vida, nos desejando boa-tarde, e desaparecem na imensidão do shopping. Deixo as duas mulheres passarem na minha frente (primeiro as damas, digo), elas hesitam. A coroa enxuta cheirosa, vira-se para mim: obrigada, ainda bem que o senhor estava aqui, tava morrendo de medo de ser assaltada, esses dois aí não sei não, eles entram nos elevadores e roubam mesmo, tenho uma amiga que já foi assaltada não sei quantas vezes. Saem olhando para todos os lados.
Divirtam-se!

Comments are closed.